martinez

O ano de 1917 é muito turbulento, principalmente devido à alta dos preços de manufatura européia, causadas pela Guerra Mundial. Assim, muitas greves são agitadas, uma delas trabalhadores marcham para à fábrica têxtil Mariângela a fim de mobilizar os trabalhadores desta fábrica para a greve, porém operários opositores entram em conflito com os grevistas, e com a chegada da polícia uma confusão se arma, causando a morte de um trabalhador - (imagem ) . A morte do sapateiro José I. Martinez foi o estopim para a Greve Geral de 1917.

A greve contou com a adesão de 35 empresas, um total de 35.000 trabalhadores. Ainda comerciantes e servidores públicos aderiram à grande greve.

No dia do enterro de Martinez houve uma paralisação de 50 mil operários.

A greve logo se espalhou pela capital paulista, ganhou a adesão de cidades do interior e, depois, repercutiu em estados como o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Pernambuco. Durou 30 dias, em defesa de uma pauta que incluía aumento salarial, regulamentação da jornada diária de trabalho (que podia chegar a 16 horas!), do trabalho de mulheres e crianças, e melhores condições de trabalho.

A brutal repressão deixou mortos e feridos, e provocou a solidariedade da população e outras categorias profissionais. Em julho a cidade de São Paulo parou, no dia 11, para acompanhar o enterro do sapateiro José Martinez, assassinado a tiros pela polícia.

O estopim para a Greve Geral de 1917.

 Anos mais tarde, em 1953, ocorreu em São Paulo aquela que ficou conhecida como a "Greve dos 300 mil" que, embora não tenha tido o caráter de greve geral, deixou uma marca importante na luta dos trabalhadores. Teve início, como na greve de 1917, entre os trabalhadores têxteis, ganhando depois a adesão de setores como vidraceiros, metalúrgicos, gráficos e marceneiros . Todos lutavam por melhores salários e contra o extorsivo custo de vida. Uma semana antes do início da greve ocorreu, em São Paulo, no dia 18 de março, a passeata da “Panela Vazia”, que mobilizou 60 mil pessoas. (fonte: site vermelho.org)


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas