Sinpro ABC realiza jantar em homenagem aos professores e conscientiza a categoria para anular a reforma trabalhista

Em comemoração ao mês do professor, o Sindicato dos Professores do ABC (Sinpro) realizou no sábado (21) a “Festa dos Professores 2017”. O evento foi celebrado com um jantar a fantasia, que reuniu cerca de mil pessoas no restaurante Florestal, em São Bernardo do Campo, e também lançou a agenda 2018 do Sinpro ABC.

O encontro foi bastante animado, com música ao vivo, apresentação de DJ’s e muitos  convidados fantasiados. Embora fosse um momento de alegria e descontração, os participantes estavam bem conscientes do processo de luta da classe trabalhadora no movimento sindical.

De acordo com o professor de história, José Newton dos Santos (42), “apesar de participar do jantar quase todos os anos, essa edição foi muito especial, devido à motivação da categoria em lutar contra a retirada de direitos, que está sendo promovida pelo governo ilegítimo Temer e pelos políticos do Congresso”. Segundo ele, “os professores e professoras devem se unir com outras categorias para barrar esse processo de perdas cumulativas que têm se estabelecido contra os trabalhadores”.

Quem também falou da importância da unidade sindical sobre os avanços do retrocesso trabalhista, foi o presidente do sindicato dos professores do ABC, José Jorge Maggio. “Temos que impedir que a nova lei trabalhista seja implementada. Para isso estamos trabalhando para que os professores e professoras assinem o documento que busca a revogação da reforma trabalhista e a terceirização”. Maggio enfatizou que a direção do Sinpro ABC, juntamente com os sindicatos filiados à CUT, está coletando assinaturas para reverter o esquartejamento da CLT. “O objetivo é fazer com que essa medida seja revogada por meio do projeto de lei de Inciativa Popular. A Constituição Federal permite que a sociedade apresente essa proposta à Câmara dos Deputados, desde que seja assinada por um número mínimo de cidadãos distribuídos por pelo menos cinco estados brasileiros”. Segundo Maggio, a meta é coletar mais de 1,3 milhão de assinaturas para que o documento seja entregue à Câmara Federal.

Já a professora do ensino infantil, Luciana Mendes de Faria (28), disse que ficou muito satisfeita com a festa dos professores, mas principalmente com a agenda do professor 2018, que faz uma homenagem às mulheres. “Essa homenagem que o Sinpro está fazendo na agenda às mulheres que se destacaram no Brasil e no mundo, com relação às conquistas femininas, é muito legal. Elas são para nós fonte de inspiração em nossa luta pela igualdade de gênero e principalmente para a ampliação de conquistas das mulheres”, afirmou.

Durante a realização da Festa dos Professores 2017, houve um concurso de fantasias onde foram premiados os seis primeiros colocados.

 

site

site3

site4

site5

site6

site7

site8

site2

 

Veja mais fotos na nossa página no FaceBook:  https://www.facebook.com/media/set/?set=a.1608883215836729.1073741890.180049105386821&type=1&l=0869196e9c

 

 


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas