10 de agosto: dia nacional de mobilização

No Dia do Basta, além de paralisações em locais de trabalho por todo o País, um grande ato na Av. Paulista marcará a mobilização da classe trabalhadora, que exige o fim do ataque aos direitos

Há um ano da aprovação do desmonte trabalhista, as centrais sindicais se mobilizam para o “Dia do Basta” – 10 de Agosto, com paralisações, atrasos de turnos e atos nos locais de trabalho e nas praças públicas de grande circulação em todo o País. Também será realizada uma grande manifestação na Avenida Paulista, em frente à Fiesp, a partir das 10h, com a participação de várias categorias de trabalhadores e trabalhadoras e de movimentos sociais.

Estão organizando essas atividades, a CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, NCST e CSP-Conlutas. “Basta de desemprego, basta de retirada de direitos, basta de privatizações, basta de aumentos abusivos nos preços dos combustíveis, basta de sofrimento para o povo brasileiro”, sintetiza o secretário-geral da CUT, Sérgio Nobre.

“Será um dia de luta pelo país. A desesperança tomou conta do povo brasileiro, por isso é urgente essa luta. O Brasil tem de repensar o seu caminho, porque esse caminho que está sendo trilhado é o da tragédia, da exclusão social, do desemprego”, completa o dirigente.

Ele cita que o Brasil pós-golpe 2016 já contabiliza 28 milhões de desempregados e os postos de trabalho gerados são precários graças à reforma trabalhista.

“Dá para perceber que, em todos os estados brasileiros, as pessoas estão perdendo o emprego. Cada família tem dois ou três desempregados e, com o desmonte das políticas públicas e o congelamento dos investimentos públicos, o que se vê é cada vez mais pessoas e até famílias inteiras dormindo na rua”, afirma Sérgio.

O Dia Nacional de Luta foi definido no lançamento da Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora, em junho deste ano, quando as centrais sindicais apresentaram um documento com 22 propostas para promover o desenvolvimento do Brasil a partir da geração de emprego e renda, que são as pautas principais do Dia do Basta.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas