SinproABC conquista plano de saúde para os maridos das professoras da rede Sesi.

sesi 10 06b

Uma importante vitória nessa sexta-feira, dia 7 de junho, foi conquistada para os docentes (a) do Sesi. A justiça julgou improcedente a justificativa para a exclusão da cobertura da assistência médica de companheiros ou cônjuges do sexo masculino, seja em união heteroafetiva ou homoafetiva.
A decisão da justiça corrige uma injustiça aos direitos fundamentais numa batalha que corria desde 2015.

Na decisão é destacado: "Nesse sentido, a discriminação injustificada de qualquer natureza no ambiente laborativo é ilícita (...) "

E ao final, determinou que o Sesi inclua em sua cobertura de assistência médica cônjuges ou companheiros do sexo masculino, independentemente de sua orientação sexual

A decisão da justiça expõe uma antiga batalha do SinproABC, contra a Instituição, tanto no que diz respeito aos direitos fundamentais ao casal como tambem a descriminação às professoras que não tinham garantidos os mesmos direitos dos seus homens.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Mais Lidas