Inscrições para o 2º Concurso Felisa Poética vai até dia 31/08: acesse o link:
https://www.coopacesso.org/a1%C2%AA-felisa/a3%C2%AA-edicao-2020/felisa-poetica-2020/

O Sindicato dos Bancários do ABC, a Coopacesso Editora e o Sindicato dos Professores do ABC (Sinpro-ABC) abriram inscrições para o 2º Concurso Felisa Poética. A iniciativa pretende reunir poemas em coletânea que será lançada na Feira Literária de Santo André (Felisa) no próximo 28 de novembro.

Todos os inscritos terão sua poesia inserida na obra, e o vencedor do concurso, além da participação na coletânea, ganha uma publicação exclusiva, somente com sua produção literária. Mas, antes da inscrição é muito importante a leitura do regulamento, já que há condições específicas que, se não cumpridas, podem levar à desclassificação.

 

8572e7ce2c674af71f44fca6890576eeA Prelazia de São Félix do Araguaia (Mato Grosso, Brasil), a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) e a Ordem de Santo Agostinho (Agostinianos) comunicam o falecimento Dom Pedro Casaldáliga Pla, CMF, Bispo Emérito da Prelazia de São Félix do Araguaia (Mato Grosso) e Missionário Claretiano, ocorrido neste 

dia 08 de agosto de 2020 às 9:40 horas
(horário de Brasília), na cidade de Batatais, estado de São Paulo, Brasil.

Informações detalhadas com:
Pe. Ronaldo Mazula, CMF, celular/WhatsApp (11) 9.7173-7755, com Pe. Brás Lorenzetti, CMF, celular/whatsApp (16) 99257-6513 ou ainda 16 99176 8284(Pe. Luiz Botteon).No site www.claretiano.edu.br/dompedro
Nas redes sociais (https://www.instagram.com/casaldaliga_claretiano/ e https://www.facebook.com/pedro.casaldaliga.184)
O velório acontecerá em três locais:
1 - Em Batatais - SP
O corpo de Dom Pedro Casaldáliga, CMF, será velado, no dia 08 de agosto de 2020, a partir das 15 horas na capela do Claretiano - Centro Universitário de Batatais, unidade educativa dirigida pelos Missionários Claretianos, situada à rua Dom Bosco, 466, Castelo, Batatais, São Paulo, Brasil. Informações: 16.3660-1777.
A missa de exéquias será celebrada, em Batatais, no dia 09 de agosto de 2020 às 15h, no endereço acima e será aberta ao público em geral, além de ser transmitida ao vivo pelo link https://youtu.be/spto8rbKye0. O link estará aberto para que outros veículos de comunicação possam retransmitir.

2 - Em Ribeirão Cascalheira - MT
O corpo de Dom Pedro Casaldáliga, CMF, será velado no Santuário dos Mártires, a partir do dia 10 de agosto, sem previsão de horário de chegada do corpo. Informações: telefone 66 - 98420 - 2253 Pe. Tiago.

3 - Em São Félix do Araguaia - MT
O corpo de Dom Pedro Casaldáliga, CMF, será velado no Centro Comunitário Tia Irene. O sepultamento será em São Félix do Araguaia.
SEM PREVISÃO DE DIA, POIS ANTES PASSARÁ POR RIBEIRÃO CASCALHEIRA. Informações: com Pe. Saraiva telefone: 31 - 99677 - 4875.

CARLOSiTAPARICA

É com muita tristeza que recebemos no dia de ontem, 12 de agosto de 2020, a notícia do falecimento do companheiro Carlos Alberto Mota Itaparica aos 58 anos de idade, vitimado por uma infecção respiratória sem relação com o corona vírus.
Itaparica, como todos os conheciam , dedicou sua vida a luta em defesa dos trabalhadores/as e das boas causas por justiça social e por um pais justo.

Dirigente do Sindiquimica Bahia, da Confederação Nacional do Químicos, militante do Partido dos Trabalhadores do qual foi dirigente, integrou também a Coordenadoria de Centrais Sindicais do Cone Sul, Itaparica foi um dos importantes construtores da CUT Bahia.

A Classe trabalhadora perde um guerreiro que dedicou sua vida à luta por direitos e dignidade para todos/as, fica o seu exemplo de combatividade e dedicação às causas da justiça Social e de uma sociedade sem explorados e sem exploradores.

Nossos profundos sentimentos aos filhos, netos e a todos os familiares e amigos.


ITAPARICA, PRESENTE!

volt as aulas naoO Sindicato dos Professores de Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul – SinproABC comunica aos professores e professoras que, diante da postura das escolas em fazer pesquisas consecutivas, junto aos pais, numa tentativa de mensurar o percentual daqueles que desejam a retomada de aulas presenciais, informamos que: Independente do resultado das pesquisas realizadas a abertura dos estabelecimentos de ensino está diretamente condicionada às fases de flexibilização do Plano São Paulo, elaborado pelo Governo do Estado de São Paulo.

A retomada de aulas presenciais em todos os níveis de ensino das redes pública e particular está prevista para o dia 8 de setembro, no entanto, a data também está sendo reavaliada.

O SinproABC defende que professores e professoras sejam ouvidos no que se refere as definições para a reabertura das escolas e universidades. É fundamental que os educadores possam participar das prioridades estabelecidas nos protocolos de segurança; como distanciamento, revezamento nos intervalos, a fim de evitar aglomerações.

Para voltar presencialmente o SinproABC compreende que é importante o apoio e avaliação de uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, fonoaudiólogos e demais profissionais. Ainda apontamos a importância de ter um aumento de efetivo dos profissionais da área de apoio ao ensino infantil e da área de higienização das salas e da limpeza de modo geral.

Os professores e professoras que compõem a base do SinproABC defendem medidas imprescindíveis que devem ser adotados nos estabelecimentos de ensino, entre as quais, testagem em massa, distribuição de EPIs
(Equipamentos de Proteção Individual).

Por fim o SinproABC defende a vida e ressalta que enquanto houver risco para os (as) professores (as) iremos defender que as aulas continuem remotamente. Assim não apoiaremos a volta das aulas presenciais enquanto houver possibilidade de prejuízo para um professor, para uma professora. Nossa postura tem por objetivo defender a vida de todos os estudantes, dos funcionários, dos profissionais da educação, ou seja, de toda a comunidade escolar.

 

Quatro cidades do Grande ABC descartam volta às aulas em 2020

Decisão baseada com pesquisa com pais de alunos: 83% são contra volta às aulas, não se sentem seguros. São Bernardo do Campo, Diadema e São Caetano avaliam retorno mas só em 30 de setembro.

abc arte volota

Via FEPESP

As sete cidades que compõem a região conhecida como Grande ABC paulista se reuniram hoje para debater a retomada das aulas nas redes particulares e públicas.

O debate do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, presidido pelo prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania-SP), estabeleceu que as escolas particulares só retomarão suas atividades junto com as instituições de ensino públicas.

“Acabamos agora a assembleia com os sete prefeitos do ABC, e a determinação é que as escolas particulares só retornam quando as municipais também retornarem”, disse Maranhão em entrevista à Globonews.

Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra já determinaram que o retorno das aulas só ocorrerá em 2021.

São Bernardo, São Caetano e Diadema seguirão avaliando a evolução dos seus índices epidemiológicos e as determinações do governo de São Paulo para uma nova comunicação até 30 de setembro.

As sete cidades que compõem a região conhecida como Grande ABC paulista se reuniram hoje para debater a retomada das aulas nas redes particulares e públicas.

O debate do Consórcio Intermunicipal do Grande ABC, presidido pelo prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania-SP), estabeleceu que as escolas particulares só retomarão suas atividades junto com as instituições de ensino públicas.

“Acabamos agora a assembleia com os sete prefeitos do ABC, e a determinação é que as escolas particulares só retornam quando as municipais também retornarem”, disse Maranhão em entrevista à Globonews.

Santo André, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra já determinaram que o retorno das aulas só ocorrerá em 2021.

São Bernardo, São Caetano e Diadema seguirão avaliando a evolução dos seus índices epidemiológicos e as determinações do governo de São Paulo para uma nova comunicação até 30 de setembro.

A decisão vai de encontro com o plano do governador João Doria (PSDB-SP), que pretende reabrir as escolas em 7 de outubro.

“Os dois grandes fatores (para a decisão) foram o grande índice de pais que não querem retornar às aulas esse ano e também o índice de evolução da pandemia”, explicou Maranhão, anunciando também que os professores devem contar com as salas de aulas para ajudar na produção de conteúdo das aulas remotas.

Mais Lidas