27042022 1demaioAs Centrais Sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, Intersindical Central da Classe Trabalhadora e Pública Central do Servidor realizarão o Dia Internacional do Trabalhador e da Trabalhadora na Praça Charles Miller, Pacaembu, São Paulo, a partir das 10h, no próximo domingo (01/05).
Apresentações confirmadas de Daniela Mercury, Francisco El Hombre, Leci Brandão, Dexter e DJ KL Jay.
O ato será transmitido pelas redes sociais das centrais e da TVT e em sinal aberto pela TV, em SP, no canal 44.1 e no ABC pelo canal 512 da Net.
No 1º de Maio deste ano, as centrais se uniram para propor reflexão, luta e para reivindicar emprego decente e desenvolvimento sustentável com justiça social, entre outras pautas fundamentais para o país voltar ao rumo do crescimento.

facebook infinty 01 site

Quando nos perguntam “qual é a vantagem de ser sindicalizado”, podemos dizer que, acima de tudo, é o fortalecimento da categoria, o apoio às lutas em defesa dos direitos trabalhistas e ter uma classe unida, consciente, organizada e engajada.

O SINPRO ABC, há 36 anos, é a entidade que representa os docentes da rede privada de Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul em três segmentos: Educação Básica, Ensino Superior e Rede Sesi/Senai. Nossa diretoria, composta integralmente por professores, é responsável pela negociação salarial junto aos patrões e por fiscalizar denúncias de descumprimento dos acordos coletivos. 

Reajuste salarial, pagamento de hora-atividade e janelas, garantia semestral de salários, estabilidade pré-aposentadoria, recesso de 30 dias, além dos 30 dias de férias, são alguns benefícios que foram conquistados graças ao trabalho de representação do SINPRO ABC. Sozinho, o professor precisaria negociar individualmente cada item acima com patrões que insistem na redução e retirada de direitos. Ou seja, em outras palavras, o SINPRO ABC é a voz da categoria.

Nossa estrutura conta com atendimento Jurídico especializado para orientação e ingresso de processos individuais ou coletivos; com setor de Comunicação para informar todas as novidades para a categoria, em diversos canais; com departamento administrativo que é a porta de entrada de atendimento ao docente no Sindicato; com o núcleo de Assuntos Educacionais, que tem por objetivo contribuir para a elevação do nível de consciência política da categoria e, também, a Organização de Base/Formação Sindical, responsável pelas visitas nas unidades de ensino, bem como firmar parcerias com empresas para oferecer descontos e benefícios aos nossos associados.

Por que ficar só, se você pode ficar sócio? 

Acesse https://www.sinpro-abc.org.br/index.php/sindicalize-se.html , fortaleça a sua profissão e defenda os seus direitos. Sindicalize-se!

Caríssimos/as trabalhadores/as e ex-trabalhadores/as da rede Metodista de educação!

Como já noticiado, a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) admitiu, em 15/03/2022, mesmo que provisoriamente, a continuidade da recuperação judicial do grupo metodista, ao menos até que a matéria sobre a (i)legitimidade das associações civis para o ingresso da referida ação de recuperação judicial seja melhor e mais profundamente avaliada.

Considerando a retomada do curso do processo de recuperação judicial, o grupo metodista apresentou manifestação ao juízo da recuperação judicial, datada de 06/04/2022, em que afirmam a situação periclitante de suas finanças, típicas de quem se encontra em verdadeiro estado de insolvência, confessando a impossibilidade de pagamento das despesas básicas para manutenção de suas atividades, desde salário até material de limpeza.

Para que não pairem dúvidas, retrata-se da referida petição, com destaques:

metodista01

A recuperação judicial é instituto que concretiza os fins almejados pelo princípio da preservação da empresa, obviamente, desde que se mostre plausível a viabilidade de sua recuperação, sob pena de criar sacrifício demasiadamente oneroso aos credores, em especial os detentores de crédito alimentar.

Nessa linha de raciocínio, a doutrina de Direito Empresarial é enfática em dispor que o devedor sem condições de se recuperar deve ter a falência decretada, para que não se imponha um ônus ainda mais exacerbado aos credores, confira:

O desenvolvimento de atividade inviável pelo empresário devedor exige, por seu

turno, a imediata retirada do agente econômico, via decretação da falência. A
empresa inviável não permite a manutenção dos empregados, o pagamento dos
tributos, a satisfação de seus credores e a circulação de produtos ou serviços.
Sua preservação sem o atendimento de sua função social apenas impõe ônus
exacerbado aos credores, os quais suportariam, sem nenhuma contrapartida, os
prejuízos advindos dessa inviabilidade. A empresa inviável deverá ser retirada
imediatamente do mercado, sob pena de aumentar o risco do crédito e prejudicar
os diversos agentes econômicos1.

Diante desse desolador cenário confessado pelo grupo metodista, aliado ao fato de que em agosto de 2021 já se acumulava um prejuízo de mais de R$120 milhões e, ainda, aliado à manutenção das travas bancárias pelo STJ, permitindo-se que as instituições financeiras pudessem receber/reter seus créditos diretamente da fonte pagadora de mensalidades, coube às entidades sindicais signatárias desta nota formular petição ao juízo da recuperação judicial solicitando que sejam averiguadas as reais condições de recuperação do grupo metodista, sem as quais, em sendo confirmado o estado de absoluta insolvência, seja convolado (convertido) o procedimento de recuperação em falência.

A petição endereçada pelas entidades sindicais contém os seguintes pedidos, que a seguir são retratados:

metodista3

Vigilantes aos atos do processo e aos fatos ocorridos e articulados pelo grupo metodista, as entindades sindicais subscreventes têm dedicado contínuo esforço para evitar que o procedimento de recuperação judicial seja utilizado como mecanismo de subterfúgio da responsabilidade da igreja metodista quanto aos compromissos existentes com os trabalhadores em educação e, mais ainda, que dele se sirva para instituir verdadeiro calote que se prenuncia com o inviável plano de recuperação judicial apresentado.

Para maiores esclarecimentos, procure a entidade sindical de sua base territorial.

Contee
Sinpro ABC
Sinpro Campinas e Região
Sinpro MG
Sinpro JF
Sinpro Rio
Fesaaemg

1 SACRAMONE, Marcelo Barbosa. Comentários à Lei de recuperação de empresas e falência, 2. ed. – São Paulo: Saraiva Educação, 2021, p. 675

04042022 sinpro em familiaO Sindicato dos Professores do ABC convida a categoria para a primeira edição do Projeto SINPRO em Família. No dia 14 de maio (sábado), das 8h30 às 12h, será realizada uma aula aberta de vôlei para os docentes, que poderão levar um acompanhante, no Beach Point Santo André, localizado na Av Dom Pedro II, 3017, Bairro Campestre.

As inscrições prévias devem ser feitas até o dia 29 de abril (sexta-feira), pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com título “Inscrição para o SINPRO em Família”, com nome completo, telefone e escola onde leciona, mais o nome do acompanhante (que deve ter idade igual ou superior a 12 anos) e o horário desejado (das 8h30 às 10h ou das 10h30 às 12h). As vagas são limitadas!

A atividade tem parceria com a Beach Point, 2 Ka Sports e clínica Royal Face. No final da ação, haverá sorteio exclusivo para as professoras sindicalizadas participantes, em comemoração ao Dia das Mães, e outro para todos os docentes sindicalizados que também marcarem presença no dia 14.

“O SINPRO em Família é uma atividade para promover a aproximação da categoria com o Sindicato, pensando em ações que fortaleçam as relações em momentos de lazer, promoção de saúde, qualidade de vida, cultura, entre outras”, explica a presidente do SINPRO ABC, Edilene Arjoni. “Queremos que nossos professores vivenciem experiências com os familiares e/ou colegas de trabalho fora do ambiente profissional, com dedicação ao bem-estar e, por que não dizer, à saúde mental”.

AÇÃO

Como primeira ação do SINPRO em Família, será oferecida uma aula aberta de vôlei de praia, gratuitamente. Crianças com idade inferior a 12 anos, enquanto os pais ou responsáveis realizam a atividade, terão acompanhamento de equipe de recreação no local. 

Venha participar deste novo projeto! Esperamos por vocês!

Mais Lidas