O então projeto Escola sem Partido, também conhecido como “Lei da Mordaça”, que proíbe a liberdade de ensino do professor dentro da escola e de expressão fora dos muros do colégio, como aconteceu com a professora Juliana Lopes, do colégio Liceu Jardim , em 30 de outubro, vitimada por conta de sua rede social; tem mobilizado diversos setores da sociedade mundial.